HomeApple

Como Comprar Ações da Apple em 2021

Apple logo
Apple (AAPL)
...
Câmbios 24h
...
exchange
...

A Apple é indiscutivelmente uma das empresas mais inovadoras da última década, tendo evoluído de uma empresa que fabricava telemóveis e computadores (Mac) para um colosso com interesses em tudo, desde carros elétricos a Inteligência Artificial (IA). Atualmente, a Apple obtém mais lucros com os serviços do que com as vendas de iPhone, e tem crescido a sua presença em dispositivos digitais que podem ser vestidos. 

Com cada lançamento de produto, a Apple tem mantido os seus clientes fervorosamente fiéis à medida que antecipam os próximos avanços e as próximas melhorias criativas dos seus dispositivos. Assim, a Apple tornou-se uma das mais valiosas ações no mercado de ações dos Estado Unidos da América (EUA). É uma das poucas que oferece crescimento e valor, a que Warren Buffett se refere como uma "joia da família".

Este guia diz-lhe como e porque pode querer comprar ações da Apple.

Como comprar AAPL Ações em 5 etapas fáceis

  1. 1
    Visite o eToro através do link abaixo e inscreva-se inserindo seus dados nos campos obrigatórios.
  2. 2
    Forneça todos os seus dados pessoais e preencha um questionário básico para fins informativos.
  3. 3
    Clique em 'Depositar', escolha seu método de pagamento favorito e siga as instruções para depositar em sua conta.
  4. 4
    Pesquise sua ação favorita e veja as principais estatísticas. Quando estiver pronto para investir, clique em 'Negociar'.
  5. 5
    Insira o valor que deseja investir e configure sua negociação para comprar ações.

Tudo o que precisa saber sobre a Apple

Analisemos com mais detalhe a Apple enquanto empresa: a sua história, estratégia empresarial, geração de receitas e rentabilidade financeira durante os últimos cinco anos, começando em 2021.

História da Apple

A Apple Computers, Inc. foi fundada no dia 1 de abril de 1976, por Steve Jobs, Steve Wozniak e Ronald Wayne (que desenhou o primeiro logótipo da empresa). Passados 12 dias do novo empreendimento, Wayne vendeu as suas ações de volta a Jobs e Wozniak por 800 $. 

A empresa foi constituída como “Apple Computer, Inc.”, em janeiro de 1977, e tornou-se pública em 1980. Em 1985, Wozniak deixou a Apple devido a um interesse cada vez menor na gestão quotidiana da empresa. Jobs também se demitiu e fundou a “NeXT”, levando alguns colegas de trabalho da Apple com ele.

Nos anos 90, a Apple perdeu uma quota de mercado considerável para os computadores mais baratos da Intel que funcionavam com o Microsoft Windows. Após a gestão não ter conseguido reabilitar a empresa financeiramente problemática e reformular o seu produto, Jobs recuperou o estatuto de liderança, tornando-se Diretor Executivo em setembro de 1997, após a Apple ter adquirido a NeXT.

A Apple regressou rapidamente à rentabilidade após o sucesso do lançamento do iMac e do iPod. A empresa expandiu-se através da aquisição de numerosas empresas, tendo em vista alargar a sua carteira de software. Em 2007, a empresa foi renomeada Apple Inc. para refletir o seu foco na indústria eletrónica de consumo. A Apple lançou a série iPhone aclamada pela crítica e com sucesso financeiro, e este tem sido de longe o produto de maior sucesso da empresa.

Qual é a estratégia da Apple?

A estratégia empresarial da Apple é impulsionada por uma ampla diferenciação de produtos, integração vertical, e uma abordagem centrada no cliente. Ao ter uma vasta carteira de produtos, a Apple conseguiu expandir a sua quota de mercado, permitindo-lhe criar novos nichos e atingir novos consumidores. A Apple além disso tem sido capaz de construir um ecossistema em torno dos seus produtos para que estes funcionem bem em conjunto.

A integração vertical permite à empresa conceber, desenvolver, e fabricar o seu hardware e software internamente. Em 2020, a Apple anunciou que iria fabricar os seus chips M1 e que deixaria de utilizar a Intel para o fabrico dos seus chips. Isto reduziu as despesas gerais, permitiu flexibilidade na criação e reduziu os problemas da cadeia de fornecimento que surgiam com a utilização de terceiros para o fabrico. 

Em termos de relações e apoio ao cliente, a Apple fez questão de se concentrar em fornecer a melhor qualidade de serviço aos seus clientes. As lojas da Apple especialmente construídas para o efeito prestam serviços de apoio, tais como reparações. Permitem também que novos clientes experimentem os produtos Apple antes de realizarem a compra. Isto aumenta a lealdade à marca da empresa. 

Como é que a Apple faz dinheiro? 

No ano fiscal de 2020, a Apple gerou 274,5 mil milhões de dólares em vendas, com 57,4 mil milhões de dólares em rendimento líquido, em comparação com os 260,2 mil milhões de dólares em vendas e 55,3 mil milhões de dólares em rendimento líquido no ano fiscal de 2019. Esta é a maior receita que a empresa gerou num único ano, e o desempenho impressionante transbordou para 2021. A empresa registou um rendimento trimestral recorde de 89,6 mil milhões de dólares no primeiro trimestre de 2021, um aumento de 54% em relação ao ano anterior.

O iPhone continua a ser o principal gerador de receitas. O segmento representou 44,26% das receitas globais da empresa em 2020, e no primeiro trimestre de 2021, esta quota aumentou para 58,9% ou 66 mil milhões em vendas para a empresa. O segmento de serviços é o segundo maior e de mais rápido crescimento da empresa. 

Em função da dimensão do mercado, o continente americano é o maior gerador de receitas da empresa. A região é responsável por 52% das receitas da empresa. Embora os EUA sejam ainda o mercado dominante para os produtos da Apple, a Ásia está a recuperar terreno, fruto de uma crescente classe média com um gosto por produtos desejáveis.  

Como tem sido o desempenho da Apple nos anos recentes?                       

Nos cinco anos anteriores a maio de 2021, as ações da Apple registaram uma valorização de 461,73%. Isto implica que se tivesse investido 1000 $ em ações da Apple por volta de maio de 2016, as suas ações teriam valido 5617,30 $. Entre outubro e dezembro de 2018, as ações sofreram uma das suas quedas mais acentuadas, quando o preço caiu mais de 30%. Em março de 2020, as ações sofreram outra queda acentuada, tendo caído 29,4%. No entanto, desde então, as ações subiram 153% em relação aos seus pontos mais baixos de março, com um máximo histórico (na altura da redação) de 145,09 $.

Os movimentos dos preços pós-rendimentos, contudo, sugerem que os investidores estão a duvidar cada vez mais do domínio sustentado da empresa. Os analistas questionam se a empresa pode continuar a registar receitas e rendimentos. 

Tal surge no momento em que a Apple está envolvida em discussões empresariais com o Facebook e alguns criadores de aplicações. A empresa está também a enfrentar processos anti monopólio, e a concorrência está a aumentar no mercado dos telemóveis. 

Estes fatores colocaram alguma pressão sobre as ações da Apple, que têm sido negociadas sem alteração durante a maior parte do ano.

Análise financeira da Apple

A análise financeira é um método de avaliação de um bem para conhecer o seu verdadeiro valor e para fazer previsões sobre o seu preço futuro. Um analista financeiro analisa diferentes fatores que podem afetar o preço de uma ação, tais como o desempenho da indústria em geral, política governamental, políticas e barreiras comerciais, notícias e comunicados de imprensa, análise da concorrência, entre outros. Isto permite ao analista alcançar uma avaliação adequada da ação e investir em conformidade. 

Os analistas financeiros fundamentais utilizam certos índices financeiros para analisar o valor de uma ação. Estes índices incluem o índice P/L, as receitas, os lucros, os lucros por ação, o “dividend yield" e o fluxo de caixa, explicados a seguir.

Receitas da Apple

As receitas de uma empresa referem-se ao montante total de dinheiro gerado a partir de serviços oferecidos ou bens vendidos. É o dinheiro realizado a partir da venda de bens e serviços dentro de um determinado período contabilístico. Os analistas referem-se a ele como a "linha superior", porque está localizada no topo da declaração de rendimentos. 

Geralmente, pode encontrar a declaração de rendimentos de uma empresa no seu site corporativo. No ano fiscal de 2020, a Apple gerou 274,5 mil milhões de dólares em vendas (com 57,4 mil milhões de dólares em rendimento líquido) em comparação com 260,2 mil milhões de dólares em vendas (e 55,3 mil milhões de dólares em rendimento líquido) no ano fiscal de 2019.

Fonte: Yahoo Finance

Lucro por ação da Apple

Os lucros por ação (EPS) são utilizados por analistas financeiros e investidores para pesar a solidez financeira de uma empresa. É considerado como uma das variáveis mais importantes na determinação do valor de uma ação. Muitos investidores ainda consideram o EPS como um indicador da rentabilidade de uma empresa. O EPS é calculado dividindo o lucro da empresa pelas ações em circulação das suas ações ordinárias. 

Um EPS mais elevado significa que uma empresa obteve mais lucros para os seus acionistas. Em 2020, o EPS anual da Apple foi de 3,28 $, um aumento de 10,44% em relação a 2019. O EPS da Apple no trimestre findo em 31 de março de 2021, foi de 1,40 $, um aumento de 118,75% em relação ao ano anterior.

Índice P/L da Apple

O índice preço/lucro (P/L) é outra métrica amplamente utilizada por analistas e investidores financeiros para determinar o valor de uma avaliação de ações. É a relação entre o preço das ações de uma empresa e os seus lucros por ação (EPS). O índice P/L dá aos investidores uma melhor noção do valor da empresa, uma vez que mostra as expectativas do mercado e o preço que está disposto a pagar por lucros futuros. 

Geralmente, um P/L elevado sugere que o preço de uma ação é relativamente alto em relação aos ganhos e que pode estar sobrevalorizado. Indica que os investidores estão à espera de um maior crescimento dos ganhos no futuro, pelo que estão dispostos a pagar um preço por ação mais elevado, no presente. Inversamente, um P/L baixo pode indicar que o preço atual das ações é baixo em relação aos ganhos e possivelmente subvalorizado. As ações de crescimento têm normalmente um P/L elevado porque os investidores esperam rendimentos futuros mais elevados. Isto é diferente das ações de valor que têm um índice P/L mais baixo porque os investidores não estão dispostos a pagar um preço mais elevado no presente por lucros futuros. 

O índice P/L da Apple no dia 6 de maio de 2021 era de 28,75, o que é normal para uma empresa de tecnologia. No entanto, o P/L não tem em conta a taxa de crescimento dos lucros da empresa. O índice PEG, que mede a relação entre o índice P/L e o crescimento dos lucros, pode fornecer informação mais completa do que apenas o P/L.

Dividend yield da Apple

O “dividend yield” (rendimento dos dividendos) é um índice financeiro que mede o valor anual dos dividendos que uma empresa paga em relação à cotação das suas ações. O dividend yield o é o pagamento anual total de dividendos da empresa, dividido pelo número total de ações em circulação. Uma empresa com um elevado rendimento de dividendos paga uma parte substancial dos seus lucros sob a forma de dividendos.

Se é um investidor de valor ou procura rendimentos de dividendos, o rendimento de dividendos é uma métrica importante a considerar. Os rendimentos de dividendos estão inversamente relacionados com o preço das ações. Quando o preço de uma ação sobe, o seu rendimento de dividendos cai e vice-versa, razão pela qual o rendimento de dividendos das ações desvalorizadas parece muitas vezes invulgarmente elevado. 

O pagamento de dividendos atual de 12 meses (TTM) da Apple, a 6 de maio de 2021, foi de 0,82 $, resultando num dividend yield de 0,64%.

Fluxo de Caixa da Apple

O fluxo de caixa refere-se ao aumento ou diminuição do montante em dinheiro que uma empresa tem para as suas operações. Resume o montante em numerário e equivalentes de numerário que entram e saem de uma empresa.

Em finanças, o termo é utilizado para descrever o montante de dinheiro (moeda) que é gerado ou consumido num determinado período. O mapa dos fluxos de caixa mede a forma como uma empresa gere a sua posição de caixa - quanto dinheiro gera para pagar as suas obrigações de dívida e financiar as suas despesas operacionais. 

A declaração do fluxo de caixa complementa o balanço e a declaração de rendimentos. Ajuda os investidores a compreender como funcionam as operações de uma empresa, de onde vem o seu dinheiro, e como o dinheiro está a ser gasto. Pode ajudar os investidores a determinar se uma empresa se encontra numa base financeira sólida. De acordo com o seu último relatório de rendimentos, a Apple tem um fluxo de caixa livre de 90,47 mil milhões de dólares no momento da redação do presente artigo.

Porquê comprar ações da Apple?

Há muito poucas empresas que possam igualar os feitos financeiros da Apple. A empresa continua a reportar crescimento em todos os seus segmentos de negócio. A Apple mostrou que uma grande empresa pode continuar a crescer, expandir-se e criar mais nichos de mercado. Desde 2016, as ações da Apple têm produzido um retorno médio de 3,5% em três meses. A empresa está também posicionada para ganhar com a revolução 5G.

Seguem-se algumas razões para comprar ações da Apple:

  • A Apple é a empresa mais valiosa do mundo
  • É uma marca de confiança com uma extensa carteira de produtos
  • É líder de mercado em inovação e produtos digitais
  • Tem aumentado consistentemente os pagamentos de dividendos
  • Tem cerca de 195 mil milhões de dólares em reservas de dinheiro

Dica de especialista para a compra de ações da Apple

A Apple é uma ação que se compra para possuí-la em vez de negociá-la ativamente. Procure comprá-la em quedas e acumular ações ao longo do tempo. Mas tenha cuidado com os principais problemas de 2021 - uma escassez global de chips, algumas discussões recentes com o Facebook e criadores de aplicações, e vários processos anti monopólio - tudo isto parece ter dado aos investidores um certo receio.
- Tony Loton
Compre Ações Apple Hoje!

Cinco coisas a considerar antes de comprar ações da Apple

Antes de decidir investir na Apple, há certos fatores a considerar. A relevância destes fatores varia entre investidores, de acordo com os seus conhecimentos de investimento, tempo e capital. Esta secção descreve cinco coisas que precisa de considerar antes de comprar ações da Apple.

1. Conhecer a empresa 

Os investidores lendários, Warren Buffett e Peter Lynch, são famosos por dizerem aos investidores para comprarem o que conhecem. Buffett sugere investir em empresas sobre as quais se percebe o suficiente para explicar como ganham dinheiro (ou seja, o modelo de negócio da empresa). Ele aconselha os investidores a construir um círculo de competência e a investir em ações que se enquadrem nesse círculo. É mais provável que tome decisões informadas quando investe no que conhece.

Embora comprar o que se conhece seja certamente relevante, em termos de conselhos práticos de investimento, a familiaridade não é suficiente. É necessário estudar o balanço e a direção financeira geral da empresa para avaliar corretamente a empresa. 

2. Compreender as bases do investimento

O panorama do investimento pode ser extremamente dinâmico e de ritmo rápido. Aqueles que dedicam tempo a compreender os princípios básicos têm a ganhar significativamente a longo prazo. A compreensão dos princípios básicos do investimento é semelhante à aprendizagem de uma nova língua. Mas uma vez dominado, terá uma melhor compreensão de como investir o seu dinheiro e gerir os riscos.

Gestão do risco, diversificação da carteira, análise fundamental, utilização de gráficos e ferramentas técnicas, e conhecimento das métricas básicas de avaliação levá-lo-ão a bom porto no investimento.

3. Escolher cuidadosamente o corretor

Quando se trata de decidir sobre um corretor, não há escolha clara, uma vez que a sua escolha de corretor dependerá de muitos fatores. No entanto, há coisas gerais que deve considerar ao decidir sobre um corretor, e incluem a facilidade de pagamento, segurança, acesso ao intercâmbio, comissões, experiência do utilizador e rede de apoio. Alguns corretores exigem um depósito mínimo antes de poder operar uma conta com eles, enquanto outros não o fazem. Alguns têm um spread de compra e venda mais elevado do que outros, enquanto alguns podem não oferecer opções ou margem de negociação. É importante que clarifique primeiro o seu estilo e objetivos de investimento, antes de escolher o corretor certo para si. 

4. Decidir quanto deve investir

Decidir o montante a investir depende dos seus objetivos de investimento, do capital disponível, do apetite pelo risco, e de quanto tempo quer ser proprietário do ativo. A regra de ouro é nunca investir o que não se pode dar ao luxo de perder. 

É muito melhor ver o investimento como uma forma de poupança do que como um negócio que oferece um fluxo de caixa estável para a sua subsistência. A maioria dos gestores financeiros recomenda investir entre 10% e 15% do seu rendimento anual em planos de investimento a longo prazo, tais como uma pensão.

5. Estabelecer um objetivo para o investimento

É sempre aconselhável fixar um objetivo para cada um dos seus investimentos, uma vez que o ajuda a manter-se motivado. Talvez queira investir para a sua reforma ou as propinas do seu filho para a faculdade. Seja o que for, ter um objetivo para o seu investimento lembra-o da razão pela qual coloca dinheiro em ações e ajuda-o a praticar a paciência. 

Além disso, deve ter uma estratégia para alcançar o seu objetivo. A sua estratégia determina quando comprar e quando vender as ações.

A conclusão final sobre a compra da ações da Apple

Em resumo, a Apple deverá continuar a desempenhar um papel de liderança nos mercados dos telemóveis e das tecnologias de uso. A empresa está também na vanguarda da adoção da tecnologia 5G. Dado que continua a ser inovadora e a criar novos nichos de mercado, a Apple irá provavelmente manter a sua posição de liderança entre as empresas de tecnologia. É possível ser proprietário de ações da Apple através de um corretor de bolsa de valores.

Para investir em ações da Apple agora mesmo, tudo o que precisa é inscrever-se na conta de negociação de ações de um corretor de bolsa, financiar a sua conta, selecionar a Apple na lista categorizada de ações, e colocar uma ordem de compra das ações.

Se pensa que ainda não está pronto para investir neste momento, pode continuar a estudar a empresa e ler os nossos outros guias para saber mais sobre como investir no mercado de ações. 

Perguntas frequentes

  1. As ações da Apple podem ser adquiridas através de qualquer corretor de bolsa que tenha acesso à bolsa NASDAQ. A Apple não tem um programa de compra direta de ações (DSPP) em vigor, pelo que não pode comprar as ações diretamente à empresa.

  2. A Apple pode ser uma boa ação para comprar porque paga consistentemente dividendos crescentes. A empresa tem uma vasta carteira de produtos e implementa a integração vertical para reduzir os custos operacionais (e obter mais lucros).

  3. A Apple tem um projeto de carro elétrico com o nome de código "Titan", que está em curso desde 2014. Com os seus avançados conhecimentos de software, a empresa está sem dúvida bem posicionada para explorar o mercado dos robôs táxi que emergirá em breve.

  4. Sim. A Apple tem vindo a pagar dividendos aos seus acionistas desde 2012. A empresa aumenta os seus pagamentos de dividendos todos os anos.

  5. Não, não é possível fazê-lo. A Apple não tem um programa de compra direta de ações (DSPP).

  6. As ações da Apple reembolsaram 461,73% nos últimos cinco anos. Mil dólares investidos há cinco anos na Apple valeriam 5617,30 dólares, gerando um lucro de investimento de 4617,30 dólares.